HISTÓRICO

O CEA – Centro de Estudos e Assessoria criado em 1997, tem por objetivo: contribuir com a melhoria das condições de vida de segmentos mais vulneráveis da população. Atua na execução, na assessoria, na pesquisa e formação, favorecendo a construção da cidadania participativa e inclusiva e dos direitos sociais.

Durante sua existência o CEA vem desenvolvendo ações que priorizam a articulação e o fortalecimento dos movimentos populares, o fomento e a organização das iniciativas de economia solidária e de segurança alimentar, participando dos diversos fóruns de discussão dessas políticas.

Tem participado, ativamente, da organização do movimento da Economia Solidária no Brasil e no DF tendo participado da organização do I Encontro de Economia Solidária que deu origem ao Fórum de Economia Solidária do DF e Entorno; fez parte da coordenação da III Plenária Nacional de Economia Solidária que criou o Fórum Brasileiro de Economia Solidária (FBES).

Vem desenvolvendo metodologias para capacitação e formação, de iniciativas e empreendimentos caracterizados como de Economia Solidária, por meio de formação comunitária, cursos para capacitação de atividades de trabalho e renda, assessoria a planejamentos participativos, articulação de iniciativas comunitárias de defesa de crianças e dos adolescentes, o fortalecimento de grupos produtivos e cooperativas, em especial as dos catadores de materiais recicláveis.

Projetos e Formações que o Centro de Estudos e Assessoria realizou:

FINANÇAS SOLIDÁRIAS

abril a dezembro 2014
3º CONAES: Construindo um Plano Nacional da Economia Solidária para promover
o direito de produzir e viver de forma associativa e sustentável.

09 e 10 de abril de 2014
Conferência Temática – Economia e Democracia: Políticas de Financiamento, Finanças Solidárias e Ambiente Institucional para a Economia Solidária
Local: Rua Padre Marques, 237 – Ipiranga – São Paulo/SP

Sobre a conferência temática:
A conferência reuniu representantes dos três segmentos de finanças solidárias no país: Fundos Solidários, Bancos Comunitários de Desenvolvimento e Cooperativas de Crédito Solidários. Esta conferencia teve por objetivo principal contribuir para o debate em torno das finanças solidárias na construção dos diversos planos territoriais, estaduais e nacional. O Centro de Estudos e Assessoria contribuiu tanto na organização do evento quanto na apresentação do painel temático sobre Fundos Solidários.

06 e 07 de junho de 2014
3° Conferência Distrital de Economia Solidária (3° CODES): “Construindo o Programa Distrital de Apoio e Fomento à Economia Solidária para promover o direito de produzir e viver de forma associativa e sustentável.”
Sobre a conferência:  Na sua 3º edição a conferência distrital é uma etapa de preparação para a 3°CONAES – Conferência Nacional de Economia Solidária: . As conferências desta edição promoveram espaço para debate dos avanços, limites e desafios da política pública de economia solidária com o objetivo de construção de um plano de distrital e territorial de economia solidária. O Centro de Estudos e Assessoria foi responsável pela facilitação do grupo de trabalho de finanças solidárias nas etapas territoriais e distrital.
Etapas:
1 – Conferência territorial – Região Sul – Local: Administração de Taguatinga/DF – Data 12/04/2014.
2 – Conferência territorial – Região Norte – Local: UnB/Campus Planaltina/DF – Data 24/04/2014.
3 – Conferência territorial – Região RIDE DF e Entorno – Local: CESB – Valparaíso/GO – Data: 10/05/2014
3° CODES – Local: SEPES – Brasília/DF – Datas: 06 e 07 de junho de 2014

 junho e julho de 2014

Projeto MS Solidário– A Economia Solidária Contribuindo para a Superação da Extrema Pobreza em Mato Grosso do Sul” – Proponente: A Funtrab (Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul)

Sobre o Projeto: O projeto desenvolve diversas formações no estado voltado para as temáticas da economia solidária e é realizado em parceria com o  Fórum Estadual de Economia Solidária do Mato Grosso do Sul / FFES-MS. O Centro de Estudos e Assessoria, junto com o FEES-MS, realizou as oficinas temáticas sobre Fundos Rotativos Solidários.

Datas: 05 e 06 de junho de 2014 / 10 e11 de Junho de 2014

02 e 03 de julho de 2014 / 08 e 09 de julho de 2014
Local: Central de Comercialização de Economia Solidária de Mato Grosso do Sul

SEMINÁRIOS,  FORMAÇÕES, ASSESSORIAS E PESQUISAS           

Setembro de 2009 e Agosto de 2002
Seminários de Educação Popular e Relação de Poder e Educação Popular e relação de Gênero.
Sobre o seminário:
Parceria com a ONG Vida e Juventude, Instituto Brasileiro de Desenvolvimento – IBRADES e Centro de Estudos Bíblicos – CEBI.
Contou com a  participação de agentes comunitários e lideranças das diversas cidades do DF para discutirem as metodologias de educação popular e as relações de poder que envolvem a nossa prática cotidiana. O projeto foi apoiado pela FASE do Rio de Janeiro, que financiou o evento, e pelo Centro Cultural de Brasília – CCB, que cedeu o espaço e forneceu a alimentação. O fruto do primeiro seminário foi um caderno de educação popular e relações de poder que foi lançado em outubro 2004.

2006-2007

Pr ograma Primeiro Emprego PNPE – Consórcio Social da Juventude do Distrito Federal e Entorno – Convênio MTE/SPPE n°051/2005
O projeto teve por objetivo preparar 150 jovens, na faixa etária entre 16 e 24 anos, de famílias com renda máxima de meio salário mínimo, para o primeiro emprego, nas áreas de artesanato, confeitaria, padaria comunitária e horta comunitária.

Qualificação de Jovens para o Primeiro Emprego. Nesta edição da formação, foram realizadas formações específicas de Garçom, Montagem e Reparo de Bicicletas, Estética pessoal, no município de Formosa/GO, envolvendo 75 jovens .

2005

Qualificação de Jovens para o Primeiro Emprego. O curso abordou conhecimentos como apresentação pessoal, postura ética e profissional, pontualidade, pró-atividade, empreendedorismo, associativismo e cooperativismo, entre outros conhecimentos para que o jovem inicie a sua vida profissional. Ainda participaram de formações específicas em Artesanato, Confeitaria, Bordado, Horta Comunitária, Padaria Artesanal, Oficina de artesanato com materiais recicláveis. Participaram ao todo 165 jovens de Formosa/GO e Distrito Federal.

2005

Projeto de Mapeamento dos Empreendimentos de Economia Solidaria no DF
Parceria: Secretaria Nacional de Economia Solidaria – SENAES/ MTE e ONG Sociedade Pátria Amada.
O projeto teve por objetivo: Contribuir para construção de uma base nacional de informações em economia solidaria, caracterizando empreendimentos, entidades de apoio, assessoria e fomento; Fortalecer e integrar os empreendimentos de economia solidaria e Fortalecer o processo organizado de apoio e adesão da sociedade.

2004

Projeto Desenvolvimento Sustentável da Economia Solidaria na Região do Distrito Federal e Entorno.

Teve por objetivo: Mobilização das entidades participantes do Fórum de Economia Solidaria do Df para as ações de Economia Solidaria; Fortalecimento da comunicação social como instrumento mobilizador; Promoção da educação e qualificação de jovens e adultos em situação de risco social para a geração de renda; Promoção dos princípios das ações educativas cooperativas e solidarias voltadas a escola e a comunidade; Fomento da Rede de Economia Solidaria no DF.
23 e 24 de outubro de 2003
I Conferência Distrital das Cidades do DF e Entorno

Sobre a conferência: Etapa preparatória para a 1a Conferência Nacional das Cidades que estabeleceu parâmetros para uma Política de Desenvolvimento Urbano com propostas de integração das políticas setoriais, dos princípios para a construção do Direito à Cidade, do cumprimento da função social da cidade e da propriedade, combate à segregação sócio-espacial, acesso universal à moradia digna, ao saneamento básico,
ao transporte público e acessibilidade, gestão descentralizada e democrática, acesso à
informação, participação social na formulação, decisão, implementação e avaliação da Política Nacional de Desenvolvimento urbano.

Ações: O Centro de Estudos e Assessoria fez a coordenação das áreas de facilitação e relatoria da conferência.

2003

Qualificação Profissional – Cursos nas áreas Corte e Costura, Cabeleireiro e Manicure, Crochê e Bordado, Confecção de Sandália, Tapeçaria e Tecelagem, Alimentação Alternativa, Curso Básico de Informática, Confecção de Bonecas. Foram realizados nos seguintes municípios: Planaltina¬/GO, Formosa¬/GO, Cabeceira Grande/GO, Planaltina/GO, Santa Maria/DF, Recanto das Emas/DF, Santa Maria/DF. Participaram ao todo 416 pessoas.

2002

Assessoria nas atividades produtivas da Associação Comunitária de Costureiras Cabeceira Grande/MG, Grupo de Mulheres da Associação APATRIA, Instituto Caminhando e Cantando – Formosa/GO
Cursos de Qualificação Profissional – Parceria com Prefeitura de Formosa/ GO e Governo do Distrito Federal.

Participara dos cursos:
Operador de Micro – 152 pessoas (Sobradinho/ DF);
Corte e Costura, Bordado e Crochê – 16 pessoas (Formosa/GO);
Oficina de Arte e Música ¬ Catavento (Desenho e pintura, Canto Coral e Percussão) – 208 jovens (Sobradinho/DF)

2001

Assessoria Grupo de Mulheres Cecria (DF)
Na CECRIA, local onde funcionou o curso profissionalizante de Microcomputador existe um grupo de produção de mulheres que recebeu neste ano assessoria do CEA na etapa de comercialização e acesso à crédito para a produção.

CATADORES DE MATERIAIS RECICLÁVEIS

1999 a 2004

Apoio e  fortalecimento das organizações de Catadores de Materiais Recicláveis do Distrito Federal e Goiás.

O CEA realizou ações que visaram a promoção da gestão participativa e integrada, segundo os princípios da Economia Solidária junto aos catadores de materiais recicláveis, fortalecendo a inclusão social, política e econômica dessa categoria, bem como as articulações do Fórum Lixo e Cidadania do Distrito Federal;

Apoio às Organizações de Catadores do DF e de Formosa/Goiás

Algumas entidades do Fórum Lixo e Cidadania do DF: Cáritas Brasileira, Caixa Econômica Federal, Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua/DF, Gaia 21 e o CEA elaboraram o projeto de “Apoio às Organizações de Catadores do DF e de Formosa/GO” com o objetivo de sistematizar as informações sobre os catadores, bem como formar, capacitar e fortalecer a gestão integrada de materiais recicláveis sólidos contribuindo assim para a inclusão social, política e econômica da comunidade de catadores. Foi endereçado ao Fundo Nacional do Meio Ambiente, que reúne recursos de vários Ministérios.
Seguem principais ações:

2006-2007

Programa Primeiro Emprego PNPE – Consórcio Social da Juventude do Distrito Federal e Entorno – Convênio MTE/SPPE n°051/2005

Cursos de Qualificação Profissional junto aos jovens filhos de Catadores de Materiais Recicláveis. Foram realizadas formações nas seguintes áreas: Padronização de Materiais Recicláveis, Contabilidade de Cooperativas, Educação Ambiental, Relações Interpessoais, Gestão de Pessoas e Lideranças, Associativismo e Cooperativismo, Operador de Micro, Criatividade, Artesanato com Material Reciclável e Segurança Alimentar e Nutricional. A formação aconteceu nos municípios Taguatinga/DF, Brasília/DF, Planaltina/DF, Recanto das Emas/DF, Planaltina/GO, Santa Maria/DF, Valparaíso/GO e envolveu 663 pessoas.

2005

Lançamento do kit Bio-Consciência para Capacitação de Trabalhadores – foi elaborado para estimular o associativismo, contendo cartilhas, cartazes, folders e vídeo, entregue para organizações não governamentais e entidades compromissadas com a mobilização de catadores de materiais recicláveis.

2004

Oficina – Construindo Coletivamente a Usina de Alumínio dos Catadores , no SEBRAE, com intuito de debater sobre a responsabilidade de cada associação/cooperativa com relação à operacionalização da usina de alumínio (maio/04).

Implantação da Coleta Seletiva do Bloco A da Esplanada dos Ministérios – Parceria: Ministério das Cidades. O Bloco A, compreende 6 ministérios e 4 secretarias do governo federal.

2003

Oficina de Construção Coletiva da Central das Cooperativas de Catadores/as de Materiais Recicláveis ligadas ao Fórum Lixo e Cidadania/DF – (Julho/03);

Assessoria na elaboração do estatuto da Central das Cooperativas de Catadores/as de Materiais Recicláveis para o registro legal ;

Diagnóstico das Cooperativas do Fórum Lixo e Cidadania, com apoio do SEBRAE – DF, em. O Objetivo deste trabalho foi o de coletar dados para a construção do Projeto Central de Comercialização para os catadores onde culminou nas seguintes ações:

Encontro de Formação de Cooperativas, no SEBRAE, com a temática “Sonho da Central dos Catadores e Catadoras no Distrito Federal”. Neste encontro, construíram-se, junto aos catadores, as propostas para o processo de construção da Central Cooperativa (junho/03).

Lançamento da Carta de Intenção com a Prefeitura de Formosa/GO, junto a cooperativa CooperRecicla e o Fórum Lixo e Cidadania (out/03).

Pré-Lançamento da Central de Apoio às Cooperativas de Catadores de Materiais Recicláveis do Distrito Federal, foram mobilizados cerca de 1000 catadores entre crianças e adultos na sede da Associação Atléticos Banco do Brasil – AABB (dezembro/03).

2002

2° Encontro dos Catadores do DF e Entorno, com objetivo de fortalecer a Organização dos Catadores e Catadoras onde surge a ideia do Fórum Lixo Cidadania do DF e Entorno que veio a ser fundado em dezembro de 2002. O Fórum surge em meio a grandes expectativas, tendo em vista o sucesso inicial obtido na mobilização dos principais atores do processo, as Cooperativas e Associações de Catadores e a criação de um ambiente
democrático, visando a construção de um projeto participativo capaz de promover a inclusão política, social e econômica dos catadores de materiais recicláveis do DF. Dando ênfase ao trabalho de construção coletiva, o Fórum estabeleceu três grandes projetos prioritários – Grupo da Pesquisa, Grupo de Elaboração do Projeto Central de Apoio às Cooperativas e Grupo de Articulação Política. O CEA coordenou o Grupo de Trabalho para a Elaboração do Projeto articulação, mobilização e organização das associações/cooperativas

2001

Apoio na organização e execução do 1º Congresso Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis e Marcha Nacional da População de Rua. O 1o Congresso Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis, em Brasília, na Semana do Meio Ambiente, marcou uma nova fase na organização do Catador no país. O encontro, promovido pelo Fórum Nacional de Entidades e representantes dos trabalhadores eleitos nos encontros estaduais, revelou o amadurecimento da categoria (junho/01).

1° Encontro dos Catadores de Papel Reciclável do DF e Entorno, em Brasília, entidades como Movimento Nacional de Meninas e Meninos de Rua – MNMMR, Cáritas Brasileira, CEA e algumas Associações de Catadores assumiram a mobilização e articulação dos catadores (maio/01).

1999 – 2004

Assessoria à Cooperativa de Reciclagem de Lixo – COOPER-RECICLA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *